Enhancing the Employability of Non-Traditional Students in HE


EMPLOY é um projeto Europeu envolvendo seis parceiros e coordenado pela Doutora Barbara Merrill, da Universidade de Warwick.

O projeto pretende melhorar a empregabilidade de estudantes não tradicionais do Ensino Superior (tanto jovens adultos, quanto adultos), através da melhoria dos processos de transição para o mercado de trabalho. Com a massificação no ensino superior Europeu, a população estudantil tem ficado mais diversa, em termos de idade, género, classe e necessidades educativas. O tema da empregabilidade é uma preocupação política central da UE, dos governos nacionais e assume-se como um dos objectivos-chave do processo de Bolonha (The European Higher Education in 2012: Bologna Process Implementation Report). Há, também, evidências crescentes de que a empregabilidade dos graduados é um problema comum em toda a Europa. A crise económica teve impactos substanciais nos diversos países membros, destacando-se a situação portuguesa – é muito mais difícil para os licenciados Portugueses encontrar emprego, do que para os graduados Suecos, por exemplo.

A investigação tem demonstrado que os estudantes não-tradicionais são particularmente afetados, mesmo quando possuidores de um grau académico (e.g. licenciatura). Para os estudantes não-tradicionais a integração no mercado de trabalho demora, muitas vezes, mais tempo do que para os estudantes tradicionais; também é mais provável que transitem para o mercado executando funções abaixo das suas habilitações académicas. Verifica-se ainda que não existe uma correspondência entre as credenciais dos graduados e as expectativas dos empregadores. O projeto EMPLOY envolve seis parceiros, de norte a sul da Europa. Entre o grupo de estudantes não-tradicionais incluímos aqueles que são provenientes de famílias de baixo rendimento, de minorias culturais ou socioeconómicas, estudantes mais velhos, estudantes com necessidades educativas especiais, ou aqueles que são os primeiros da sua família a entrar no ensino superior.

Um dos objetivos principais do projeto consiste em melhorar a eficiência das transições para o mercado de trabalho daqueles que vêm de um contexto não-tradicional, desenvolvendo duas ferramentas (toolkits), que incluirão as melhores práticas utilizadas pelas instituições de ensino superior e o aconselhamento aos estudantes para melhorarem a sua empregabilidade. Na base destes produtos estarão as experiências, perceções e vozes dos participantes (estudantes, academia e empregadores), recolhidas através de abordagens biográficas e entrevistas em profundidade, para identificar boas práticas, políticas e orientações. Serão também criados dois livros, um dos quais dirigido aos estudantes não-tradicionais no ensino superior, e o outro destinado aos empregadores e funcionários das instituições de ensino superior. Destacamos ainda a página eletrónica do projeto, a conta no Twitter e Podcasts, construídos e criados para promover o diálogo e divulgar de forma sistemática os resultados do projeto. O projeto EMPLOY aposta numa forte estratégia de disseminação para assegurar um impacto alargado a nível Europeu.

Pretende-se ainda proporcionar novas análises em relação às diferentes perspetivas sobre a empregabilidade e as competências dos estudantes não-tradicionais no ensino superior. Desta forma, o projeto tenta contribuir para a construção de um mercado de trabalho mais capaz de incluir os graduados não-tradicionais em toda a Europa.